Home > Especial, O que há de novo? > Invasão: Vingança – Anulando Invocações

Invasão: Vingança – Anulando Invocações

October 13th, 2016

Um dos meios mais simples de se vencer um Duelo é eliminando os monstros principais do oponente no campo. Até agora, o melhor card para fazer esse trabalho era O Vazio da Vaidade – uma Armadilha Contínua que enquanto estiver com a face para cima impede que ambos os Duelistas façam Invocações-Especiais. Graças a isso, ser capaz de Invocar uma penca de monstros poderosos e depois impedir que o oponente faça suas próprias Invocações tornou-se uma estratégia vencedora há quase uma década, o que nos faz lembrar da época em que o card Opressão Real não era proibido.

Mas assim que a coleção Invasão: Vingança chegar às lojas, O Vazio da Vaidade terá concorrência. Tecnicamente, a Barragem Dimensional não é um card tão poderoso, afinal, trata-se de uma Armadilha Normal e dura apenas um turno. No entanto, no momento em que você precisar de um único turno para vencer, a Barragem Dimensional pode impressioná-lo e virar o Duelo contra os melhores Decks de hoje em dia.

Quando a Barragem Dimensional resolver, você pode declarar um tipo de Card de Monstro: Fusão, Ritual, Sincro, Xyz ou Monstro Pêndulo. Nenhum Duelista poderá fazer a Invocação-Especial de monstros do tipo declarado e, além disso, todos os efeitos destes monstros que já estiverem em campo serão anulados até o final do turno.

Isso é fantástico! Se pararmos para analisar, todos os grandes Decks dependem de pelo menos uma dessas categorias de monstros: os Duelistas que usam a estratégia do Dragão Branco de Olhos Azuis contam com os Sincros; os Abismos Ardentes e Cavaleiros Fantasmas, com os Xyz; os Duelistas que usam o Arauto da Perfeição não conseguem ir muito longe sem os seus Rituais; os Decks de Heróis dependem das Fusões; e os Pêndulos literalmente não são Pêndulos sem seus Monstros Pêndulo.

Não haverá como impedir todas as Invocações-Especiais do oponente, e talvez você seja pego de surpresa por um Deck que utilize diversos tipos de monstros igualmente bem, mas ainda assim será possível atrapalhá-los, impedindo que o ataquem… ou que se defendam no próximo turno. Embora a Barragem Dimensional dure apenas um turno por não ser uma Armadilha Contínua, ela tem uma grande vantagem comparada ao O Vazio da Vaidade

Há um pequeno problema em cards como O Vazio da Vaidade, Drenar Habilidades, Fragrância Anti-Magia e outras Armadilhas Contínuas: elas não vão funcionar mais se o seu oponente destruí-las. Lembre-se de que as remoções mais populares atualmente são Cards de Magia Rápida como o Tufão Espacial Místico, Tornados Gêmeos e o Ciclone Cósmico, ou seja, o seu oponente pode esperar você virar o seu O Vazio da Vaidade em um momento chave para depois fazer uma Corrente e destruir a sua Armadilha. As Armadilhas Contínuas precisam permanecer no campo para que os seus efeitos funcionem, e o seu oponente pode destruí-las a qualquer momento com o Tufão, com os Tornados ou com o Ciclone quando você menos esperar.

Mas a Barragem Dimensional não é Contínua, e por isso tem menos chances de ser anulada, isto é, a menos que o seu oponente consiga usar uma remoção no turno em que você a Baixou. Se você virar a Barragem e ela correr o risco de ser destruída em uma Corrente, anda assim isso não a impedirá de resolver. Além disso, se o seu oponente usar uma remoção tendo a Barragem como alvo antes mesmo dela ser ativada, então você poderá fazer uma Corrente para impedir que isso aconteça.

A Barragem Dimensional mescla a sua utilidade de um único turno com o tipo de efeito do card Drenar Habilidades, isso a torna uma Armadilha flexível, capaz de retardar o Duelo por tempo suficiente para que você possa chegar à vitória. Os principais Decks do cenário competitivo atual dependem de monstros que podem ser travados com a Barragem Dimensional, e isso significa que ela terá presença marcada em alguns torneios logo após o seu lançamento.

Você terá a chance de conquistar a Barragem em breve, no Sneak Peek da coleção Invasão: Vingança!

Escrito por: Jason Grabher-Meyer